nascer_sol_meditacoes_2018

A Atração do Amor Divino

O SENHOR apareceu a mim há muito tempo atrás, dizendo: Sim, eu te amei com um amor eterno, portanto, com ternura te atrai. (Jeremias 31:3). BKJ.

Cristo veio para manifestar o amor de Deus ao mundo, para atrair a Si o coração de todos os homens. Disse Ele: ”Eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a Mim.” João 12:32. O primeiro passo rumo da salvação é corresponder à atração do amor de Cristo. Deus envia aos homens mensagem após mensagem, instando com eles para que se arrependam, a fim de que os possa perdoar, escrevendo ”perdão” junto de seus nomes. Não haverá arrependimento? Ficarão sem ser atendidos os Seus apelos? Deverão ser passadas por alto as Suas propostas de misericórdia, inteiramente rejeitado o Seu amor? (mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

A Parábola do Fariseu e o Publicano (Parte II)

Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará. (Tiago 4:10).

O publicano entrou no templo juntamente com outros adoradores, mas, como se fosse indigno de tomar parte na devoção, apartou-se logo deles. ”Estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito”, em profunda angústia e aversão própria. Sentia que transgredira a lei de Deus e era pecador e poluído. Não podia esperar nem mesmo piedade dos circunstantes; porque todos o observavam com desprezo. Sabia que em si não tinha méritos para recomendá-lo a Deus, e em absoluto desespero, clamou: ”Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!” Luc. 18:13. Não se comparou com outros. (mais…)

Leia Mais

BIBLIA_DESTACADA_SLIDE

Profecias Bíblicas e a Verdade Presente

Veja nesta apresentação o que os próprios autores bíblicos dizem sobre as profecias e para onde ela apontam.

Além de conhecermos o conteúdo das profecias, é de grande importância sabermos que todas as revelações serão corretamente interpretadas se o Espírito Santo abrir-nos o entendimento, “porque elas se discernem espiritualmente” I Coríntios 2:14.

(mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

A Parábola do Fariseu e o Publicano

E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros. (Lucas 18:9).

A uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros, dirigiu Cristo a parábola do fariseu e do publicano. O fariseu sobe ao templo para adorar, não porque sente ser pecador necessitado de perdão, mas por julgar-se justo e esperar obter elogio. Considera sua adoração um ato meritório que o recomendará a Deus. Simultaneamente dará ao povo uma demonstração elevada de sua piedade. Esperava assegurar-se o favor de Deus e dos homens. Sua adoração é motivada pelo interesse próprio.

Está cheio de louvor próprio. Isto é evidente em seu olhar, porte e oração. Apartando-se dos outros, como se quisesse dizer: ”Não vos chegueis a mim, porque sou mais santo do que vós”, põe de pé e ora ”consigo”. Isa. 65:5. Todo satisfeito consigo mesmo, pensa que Deus e os homens o consideram com igual complacência. (mais…)

Leia Mais