nascer_sol_meditacoes_2018

Pela Graça Sois Salvos, Mediante a Fé

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. (Efésios 2:8-10).

A fé é a condição sob a qual Deus escolheu prometer perdão aos pecadores; não que exista na fé qualquer virtude pela qual se mereça a salvação, mas porque a fé pode prevalecer-se dos méritos de Cristo, o remédio provido para o pecado. (RH, 4 de novembro de 1890). Fé e Obras, 100-101.

Mediante a fé, recebemos a graça de Deus; mas a fé não é nosso Salvador. Ela não obtém nada. É a mão que se apega a Cristo e se apodera de Seus méritos, o remédio contra o pecado. E nem sequer nos podemos arrepender sem o auxílio do Espírito de Deus. Diz a Escritura de Cristo: ”Deus com a Sua destra O elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e remissão dos pecados.” Atos 5:31. O arrependimento vem de Cristo, tão seguramente como vem o perdão. O Desejado de Todas as Nações, 175. (mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

Justificados pela Fé em Cristo

Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.(Romanos 5:1-8).

O que é justificação pela fé? É a obra de Deus em lançar por terra a glória do homem, e fazer pelo homem aquilo que não está ao seu alcance fazer por si mesmo. Quando os homens vêem sua própria inutilidade, preparam-se para ser revestidos com a justiça de Cristo. Review and Herald, 16 de setembro de 1902. [Trecho em Testemunhos para Ministros, 456].

Essa fé viva é essencial à nossa salvação, para que nos apeguemos aos méritos do sangue do Salvador crucificado e ressurreto, a Cristo, justiça nossa. (Man. 1, 1889). Fé e Obras, 64.

Se a fé e as obras adquirissem o dom da salvação para alguém, o Criador estaria em obrigação para com a criatura. Eis aqui uma oportunidade para a falsidade ser aceita como verdade. Se alguém pode merecer a salvação por alguma coisa que faça, encontra-se, então, na mesma posição que os católicos para fazer penitência por seus pecados. A salvação, nesse caso, consiste em parte numa dívida que pode ser quitada com o pagamento. (Man. 36, 1890). Ibidem, 20.

Cristo, unicamente, é o caminho, a verdade e a vida; e o homem não pode ser justificado senão por meio da imputada justiça de Cristo. O homem é plenamente justificado pela graça de Deus pela fé, e não pelas obras, para que ninguém se glorie. (RH, 11 de novembro de 1890). Meditação Matinal (Ano: 1965), Para Conhecê-Lo, 82.

Se juntássemos tudo que é bom e santo, nobre e belo no homem, e apresentássemos o resultado aos anjos de Deus, como se desempenhasse uma parte na salvação da alma humana ou na obtenção de mérito, a proposta seria rejeitada como traição. (Man. 36, 1890). Fé e Obras, 24.


Esta publicação está presente nas Reflexões Semanais 2018, para o pôr-do-sol de 23 de março de 2018.

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

Hoje é o Dia de se Entregar a Cristo

Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais os vossos corações. Hebreus 3:7-8.

Devemos entregar nosso coração a Deus, para que nos renove e santifique, e nos habilite para Sua corte celestial. Não devemos esperar por alguma ocasião especial, mas entregar-nos a Ele hoje, recusando-nos a ser servos do pecado. Imaginais poder abandonar o pecado pouco a pouco? Oh! deixai de vez a coisa maldita! Odiai as coisas que Cristo odeia, amai as coisas que Cristo ama. Porventura não tomou Ele providências, mediante Sua morte e sofrimento, para vossa purificação do pecado? (Signs of the Times, 12 de dezembro de 1892). Mensagens Escolhidas, Vol. 1, 327. (mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

Confessar os Pecados Diante de Deus

Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado. (Salmos 32:5).

Mas ao arrepender-nos do pecado não precisamos penetrar numa cela, como fez Lutero, impondo-nos penitências para expiar nossa iniqüidade, pensando com isso ganhar o favor de Deus. […] Diz o salmista: ”A um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” Sal. 51:17. […] A única razão de não termos a remissão dos pecados é não reconhecermos Àquele a quem ferimos por nossas transgressões, a quem traspassamos por nossos pecados, que estamos em falta, e em necessidade de misericórdia. (mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

O Arrependimento vem de Deus

A este Deus exaltou com a sua destra, para ser Príncipe e Salvador, para dar arrependimento a Israel e perdão dos pecados. E nós somos testemunhas acerca destas coisas, e também o Espírito Santo, o qual Deus deu aos que lhe obedecem. (Atos 5:31-32). BKJ.

O chamado e a justificação não são a mesma coisa. O chamado é o atrair do pecador para Cristo e é a operação do Espírito Santo no coração, convencendo do pecado e convidando ao arrependimento. (mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

O Chamado ao Arrependimento

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Não necessitam de médico os que estão sãos, mas, sim, os que estão enfermos; Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento. (Lucas 5:31-32).

Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. (I João 1:8-9).

É o ardil especial de Satanás levar o homem ao pecado e, então, deixá-lo desamparado e tremente, receando suplicar perdão. Por que devemos temer, se Deus disse: ”Que se apodere da Minha força e faça paz comigo; sim, que faça paz comigo.”? Isa. 27:5. Foram tomadas todas as providências para nossas fraquezas e oferecido todo encorajamento para nos chegarmos a Cristo. Parábolas de Jesus, 156. (mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

A Atração do Amor Divino

O SENHOR apareceu a mim há muito tempo atrás, dizendo: Sim, eu te amei com um amor eterno, portanto, com ternura te atrai. (Jeremias 31:3). BKJ.

Cristo veio para manifestar o amor de Deus ao mundo, para atrair a Si o coração de todos os homens. Disse Ele: ”Eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a Mim.” João 12:32. O primeiro passo rumo da salvação é corresponder à atração do amor de Cristo. Deus envia aos homens mensagem após mensagem, instando com eles para que se arrependam, a fim de que os possa perdoar, escrevendo ”perdão” junto de seus nomes. Não haverá arrependimento? Ficarão sem ser atendidos os Seus apelos? Deverão ser passadas por alto as Suas propostas de misericórdia, inteiramente rejeitado o Seu amor? (mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

A Parábola do Fariseu e o Publicano (Parte II)

Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará. (Tiago 4:10).

O publicano entrou no templo juntamente com outros adoradores, mas, como se fosse indigno de tomar parte na devoção, apartou-se logo deles. ”Estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito”, em profunda angústia e aversão própria. Sentia que transgredira a lei de Deus e era pecador e poluído. Não podia esperar nem mesmo piedade dos circunstantes; porque todos o observavam com desprezo. Sabia que em si não tinha méritos para recomendá-lo a Deus, e em absoluto desespero, clamou: ”Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!” Luc. 18:13. Não se comparou com outros. (mais…)

Leia Mais

BIBLIA_DESTACADA_SLIDE

Profecias Bíblicas e a Verdade Presente

Veja nesta apresentação o que os próprios autores bíblicos dizem sobre as profecias e para onde elas apontam.

Além de conhecermos o conteúdo das profecias, é de grande importância sabermos que todas as revelações serão corretamente interpretadas se o Espírito Santo abrir-nos o entendimento, “porque elas se discernem espiritualmente” I Coríntios 2:14.

(mais…)

Leia Mais

nascer_sol_meditacoes_2018

A Parábola do Fariseu e o Publicano

E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros. (Lucas 18:9).

A uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros, dirigiu Cristo a parábola do fariseu e do publicano. O fariseu sobe ao templo para adorar, não porque sente ser pecador necessitado de perdão, mas por julgar-se justo e esperar obter elogio. Considera sua adoração um ato meritório que o recomendará a Deus. Simultaneamente dará ao povo uma demonstração elevada de sua piedade. Esperava assegurar-se o favor de Deus e dos homens. Sua adoração é motivada pelo interesse próprio.

Está cheio de louvor próprio. Isto é evidente em seu olhar, porte e oração. Apartando-se dos outros, como se quisesse dizer: ”Não vos chegueis a mim, porque sou mais santo do que vós”, põe de pé e ora ”consigo”. Isa. 65:5. Todo satisfeito consigo mesmo, pensa que Deus e os homens o consideram com igual complacência. (mais…)

Leia Mais