pao_branco

“Comer pão branco é o mesmo que tomar glicose”, diz professor, sobre ganho de peso

Quem busca orientação médica para iniciar uma alimentação saudável provavelmente vai ouvir do especialista que deve cortar o pão branco da dieta. Mas engana-se quem imagina que os carboidratos são os grandes vilões que compõem o alimento. O amido é que, na verdade, traz os prejuízos ao organismo e ao processo de emagrecimento.

De acordo com o doutor espanhol Miguel Ángel Martínez-González, em entrevista ao jornal El País, comer pão branco é o mesmo que tomar glicose.

Defensor da dieta mediterrânea, que comprovadamente reduz riscos de infartos, derrames e câncer, o professor que também colabora com pesquisas da Escola de Saúde Pública de Harvard explica por que o alimento deve ser cortado da alimentação diária.

Pão branco atrapalha a saúde e a dieta

Martínez-González diz que a conclusão sobre o pão branco é que ele pode ser considerado um dos problemas mais graves de saúde na Espanha. O alimento é fundamentalmente um amido que o corpo rapidamente transforma em açúcar, ou seja, seu consumo equivale a receber uma dose de glicose.

As farinhas refinadas usadas no preparo do pão branco, segundo o médico, transformam o alimento em um combustível de rápida absorção. Quando uma pessoa já sofre de sobrepeso ou tem resistência à insulina, o processo se torna uma verdadeira bomba.

Como o pão branco afeta seu corpo

Quando chega ao estômago, o pão branco é rapidamente digerido e absorvido. Sua rápida digestão não é algo positivo, já que provoca um alto pico de glicose no organismo. Na corrente sanguínea, o pico de glicose gera um nível elevado de secreção de insulina, que faz com que você sinta fome mais rapidamente. Ou seja, por não garantir saciedade, o alimento atrapalha a dieta por aumentar as chances de você necessitar fazer uma nova refeição.


Fonte: MSN – Estilo de Vida

Nota: Desde 1863, quando Ellen G. White recebeu a primeira visão pró-saúde, o genuíno adventismo têm procurado defender uma radical reforma na saúde e no regime alimentar. Um dos tópicos comentados pela mensageira do Senhor é justamente o pão com farinha de trigo refinada: “O pão de farinha branca não pode comunicar ao organismo a nutrição que se encontra no pão integral. O uso comum do pão de farinha beneficiada, não pode manter o organismo em condições saudáveis”. Testemunhos para a Igreja, Vol. 2, pág. 68.“Para o pão, a farinha branca, superfina, não é a melhor. […] A farinha branca, fina, carece de elementos nutritivos que se encontram no pão feito do trigo integral. É causa freqüente de prisão de ventre e outras condições insalubres”. A Ciência do Bom Viver, pág. 300.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *