reflexoes2017_img_destac

Neste Tempo Satanás Usa a Música para Contaminar os Crentes

Mas faça-se tudo decentemente e com ordem. I Coríntios 14:40.

A mensagem do terceiro anjo deve ser dada em linhas direitas. Importa que seja conservada isenta de todo traço das vulgares, infelizes invenções das teorias humanas, preparadas pelo pai da mentira, e disfarçadas, como a serpente brilhante empregada por Satanás como meio de enganar a nossos primeiros pais. Assim busca Satanás pôr seu selo sobre a obra que Deus quer que se destaque em pureza.

O Espírito Santo nada tem que ver com tal confusão de ruído e multidão de sons… Satanás opera entre a algazarra e a confusão de tal música, a qual, devidamente dirigida, seria um louvor e glória para Deus. Ele torna seu efeito qual venenoso aguilhão da serpente.

Essas coisas que aconteceram no passado hão de ocorrer no futuro. Satanás fará da música um laço pela maneira por que é dirigida. Deus convida Seu povo, que tem a luz diante de si na Palavra e nos Testemunhos, a ler e considerar, e dar ouvidos. Instruções claras e definidas têm sido dadas a fim de todos entenderem. Mas a comichão do desejo de dar origem a algo de novo dá em resultado doutrinas estranhas, e destrói largamente a influência dos que seriam uma força para o bem, caso mantivessem firme o princípio de sua confiança na verdade que o Senhor lhes dera. Carta 132, 1900. Mensagens Escolhidas, Vol. 2, 37-38.

Vi que todos devem cantar com o Espírito e também com entendimento. (I Cor. 14:15). Deus não Se agrada de barulho e desarmonia. Testemunhos para a Igreja, Vol. 1, 146.

Sempre há perigo, quando o comum é misturado com o sagrado, de que ao comum seja permitido ocupar o lugar do sagrado. Testemunhos para a Igreja, Vol. 8, 88.

Nada do que é sagrado, nada do que está ligado à adoração a Deus, deve ser tratado com negligência ou indiferença. Para que os homens possam verdadeiramente glorificar a Deus, importa que em suas relações pessoais façam distinção entre o que é sagrado e o que é profano. Testemunhos para a Igreja, Vol. 5, 491.


Esta publicação está presente nas Reflexões Semanais 2017, para o pôr-do-sol de 29 de setembro de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *