nascer_sol_meditacoes_2018

Prosseguindo para o Alvo

Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Por isso todos quantos já somos perfeitos, sintamos isto mesmo; e, se sentis alguma coisa de outra maneira, também Deus vo-lo revelará. Mas, naquilo a que já chegamos, andemos segundo a mesma regra, e sintamos o mesmo. (Filipenses 3:12-16).

O próprio apóstolo [Paulo] esforçava-se por alcançar a mesma norma de santidade que apresentara a seus irmãos. […] Há um notável contraste entre pretensões vaidosas e de justiça própria daqueles que professam estar sem pecado e a modesta linguagem do apóstolo. Contudo, foi a pureza e a fidelidade de sua própria vida que deu poder às suas exortações a seus irmãos. Santificação, 86.

Ali [na Bíblia] se acha diante de nós a vida dos crentes, com todas as suas faltas e loucuras, que servem como uma lição a todas as gerações que os seguissem. Houvessem eles sido isentos de fraquezas, teriam sido mais que humanos, e nossa natureza pecaminosa desesperaria de nunca atingir a tal grau de excelência. Testemunhos para a Igreja, Vol. 4, 12.

Aqueles que estão realmente buscando o perfeito caráter cristão, jamais condescenderão com o pensamento de que estão sem pecado. Sua vida pode ser irrepreensível; podem estar vivendo como representantes da verdade que aceitaram; porém, quanto mais consagram a mente para se demorar no caráter de Cristo e mais se aproximam de Sua divina imagem, tanto mais claramente discernirão Sua imaculada perfeição e mais profundamente sentirão seus próprios defeitos. Santificação, 7.

Por que tantos se dizem santos e sem pecado? É porque estão muito longe de Cristo. […] Os que têm um vislumbre da beleza e do elevado caráter de Jesus Cristo, o qual é santo e sublime, e cujo séquito enche o templo, jamais dirão isso. Contudo, encontrar-nos-emos com aqueles que dirão tais coisas cada vez mais. (Man. 5, 1885). Mensagens Escolhidas, Vol. 3, 354.

Que os anjos relatores escrevam a história das santas lutas e pelejas do povo de Deus; que anotem as orações e lágrimas; mas não permitamos que Deus seja desonrado pela declaração de lábios humanos: ”Estou sem pecado; sou santo.” Lábios santificados nunca pronunciarão palavras de tanta presunção. Atos dos Apóstolos, 561-562.

Não podemos dizer: ”Sou sem pecado”, até que seja transformado este corpo abatido, para ser igual ao corpo da Sua glória. (ST, 23 de março de 1888). Mensagens Escolhidas, Vol. 3, 355.


Esta publicação está presente nas Reflexões Semanais 2018, para o pôr-do-sol de 13 de julho de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *