FLECHA

“Prossigo Para o Alvo”

Uma Reflexão para o Ano Novo

“Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”. Filipenses 3:12-14.

Finda hoje outro ano de sua existência. Como o reconsidera você? Tem acaso feito progresso na vida religiosa? Tem crescido na espiritualidade? Tem crucificado o eu, com suas afeições e concupiscências? Tem crescido em interesse no estudo da Palavra de Deus? Obteve decisivas vitórias sobre os próprios sentimentos e caprichos? Oh! qual tem sido o registro de sua vida durante o ano que acaba de passar para a eternidade, para nunca mais voltar?

Ao entrar em um novo ano, faça-o com nova resolução de seguir conduta progressiva e ascendente. Seja sua vida mais elevada do que tem sido até aqui. Faça que o seu objetivo não seja buscar o próprio interesse e prazer, mas promover o desenvolvimento da causa de seu Redentor. Não permaneça numa atitude em que você mesmo sempre necessite de auxílio, e outros tenham de vigiá-lo para mantê-lo no caminho estreito. Você pode ser forte para exercer influência santificadora sobre outros. Pode estar em atitude em que o interesse de seu coração se desperte para fazer bem a outros, para consolar os aflitos, fortalecer os fracos, e dar seu testemunho em favor de Cristo sempre que se ofereça oportunidade. Tenha como objetivo honrar a Deus em tudo, sempre e em toda parte. Ponha sua religião em tudo. Testemunhos para a Igreja, Vol. 2, págs. 261-262.

O caráter celeste deve ser adquirido na Terra, ou jamais se poderá obter. Comece, portanto, imediatamente. Não se iluda de que virá tempo em que poderá fazer mais facilmente um diligente esforço do que agora. […] Prepare-se para a eternidade com um zelo tal como ainda não manifestou. Eduque sua mente a amar a Bíblia, amar a reunião de oração, a hora de meditação e, acima de tudo, a hora em que a mente comunga com Deus. Volte sua mente para as coisas eternas se quiser unir-se com o coro celestial nas mansões de cima. […]

No livro do anjo relator, volve-se uma nova página. Qual será o registro de suas páginas? Será ele manchado com negligência para com Deus, com deveres não cumpridos? Deus não o permita. Que aí se grave um registro que não o envergonhe de que seja revelado aos olhos dos homens e dos anjos. Ibidem, 267-268.

“Uma coisa faço.” Paulo não permitia que coisa alguma o desviasse do único e grande propósito de sua vida. … Nas prementes atividades da vida, ele nunca perdeu de vista seu único e grande propósito – prosseguir para o alvo de sua elevada vocação. …

Permiti que os grandes propósitos que constrangeram Paulo a prosseguir em face de privações e dificuldades vos levem a consagrar-vos inteiramente ao serviço de Deus. Tudo quanto vos vier à mão para fazer, fazei-o conforme as vossas forças. Tornai vosso trabalho agradável com cânticos de louvor. Se quereis ter um registro limpo nos livros do Céu, nunca vos irriteis, nem ralheis. Seja vossa oração diária: “Senhor, ajuda-me a fazer o que está ao meu alcance. Ensina-me a fazer melhor trabalho. Dá-me energia e animação. Ajuda-me a introduzir em meu serviço o amoroso ministério do Salvador.” Carta 1, 1903. Este Dia com Deus, pág. 372.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *