reflexoes2017_img_destac

Um Testemunho Especial Dirigido a um Músico (Parte 2)

Louvar-te-ei, Senhor, entre os povos; eu te cantarei entre as nações. Pois a tua misericórdia é grande até aos céus, e a tua verdade até às nuvens. Sê exaltado, ó Deus, sobre os céus; e seja a tua glória sobre toda a terra. Salmos 57:9-11.

O irmão U gosta de exibir-se. Seu canto não exerce uma influência que enterneça o coração e comova os sentimentos. Muitos têm assistido às reuniões e ouvido as palavras da verdade proferidas do púlpito, as quais têm convencido e elevado seu espírito; muitas vezes, porém, a maneira pela qual o canto é conduzido não aprofunda a impressão causada. As exibições e contorções, e a desagradável aparência do esforço exagerado, têm estado tão fora de lugar na casa de Deus e sido tão cômicas que as impressões sérias causadas sobre as mentes são apagadas. O canto conduzido dessa maneira desestimula aqueles que estão crendo na verdade.

O caso do irmão U é difícil de ser resolvido. Ele é como uma criança indisciplinada e mal-educada. Quando se questiona a sua maneira de agir, em vez de aceitar a admoestação como uma bênção, ele permite que os seus sentimentos tomem conta da razão, e fica desanimado e não quer fazer nada. Se não puder fazer tudo como deseja, segundo sua própria vontade, ele não quer participar em coisa alguma. Não tem-se esforçado diligentemente para reformar suas maneiras, mas entrega-se a sentimentos obstinados que dele separam os anjos bons e convidam os anjos maus para estarem ao seu redor. A verdade de Deus recebida no coração exerce sua influência refinadora e santificadora na vida. […]

O seu canto está longe de agradar ao coro celestial. Imagine-se no meio do grupo angelical, elevando os ombros, enfatizando as palavras, movimentando o corpo e empregando todo o volume de sua voz. Que espécie de concerto e harmonia haveria com uma tal exibição diante dos anjos? Manuscrito 5, 1874. Mensagens Escolhidas, Vol. 3, 334.


Esta publicação está presente nas Reflexões Semanais 2017, para o pôr-do-sol de 13 de outubro de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *