pastor_e_ovelhas

A oferta de Caim… e a de Abel

“Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim.” Hebreus 11:4.

No “Livro dos livros” [Bíblia Sagrada], no relato das “Origens” [Gênesis] no capítulo 4, versos 1 a 15, lemos a importante mas também esquecida história sobre Caim e Abel; de onde podemos tirar importantes lições sobre servir a Deus e prestar-lhe obediência irrestrita. Caim e Abel, filhos de Adão, diferiam grandemente em caráter. Abel era submisso à vontade de Deus; via justiça e misericórdia no trato do Criador para com a raça decaída, e com gratidão aceitou a esperança da redenção.

Diferentemente, através de sua oferta – ou seja – suas obras, Caim provou que não “amava a Deus sobre todas as coisas”. Como Abel, tivera a oportunidade. Não foi vítima de um intuito arbitrário. Um irmão não fora eleito para ser aceito por Deus, e o outro para ser rejeitado. Abel escolheu a fé e a obediência; Caim, a incredulidade e a rebeldia. Nisto consistia toda a questão. (mais…)

Leia Mais

reflexoes_2020

O Propósito da Oração

Porque assim diz o Alto e o Sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é Santo: Num alto e santo lugar habito; como também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos, e para vivificar o coração dos contritos. Isaías 57:15.

A oração de família, e em público, tem o seu lugar; mas é a comunhão particular com Deus que sustém a vida da alma. […]

Enquanto empenhados em nosso trabalho diário, devemos erguer a alma ao Céu em oração. Essas silenciosas petições ascendem como incenso perante o trono da graça; e o inimigo é confundido. […] (mais…)

Leia Mais

clamor_v2

Folheto: Clamor da Meia-Noite

(1909)

A Mensageira do Senhor aguardando o Clamor: 9 TI 48, 155 [III TSM 310, 355].

O QUE FALTAVA AINDA SER ENTENDIDO POR TODOS OS QUE CREEM NA DOUTRINA DO SANTUÁRIO?

“O grande plano de redenção, conforme revelado na obra final para estes últimos dias, deve ser cuidadosamente estudado. As cenas relacionadas com o santuário celestial devem de tal modo impressionar o espírito e o coração de todos, que estes sejam capazes de impressionar também a outros. Todos precisam compreender melhor a obra da expiação que está sendo efetuada no santuário do Céu. Quando essa importante verdade for reconhecida e compreendida, os que a abraçaram trabalharão de acordo com Cristo, a fim de preparar um povo que esteja em pé no grande dia de Deus e seus esforços serão bem-sucedidos. (mais…)

Leia Mais

parabola_img_destac

Comentário sobre a Parábola das Dez Virgens e Clamor da Meia-Noite

Não é exagero dizer que o tema da “Parábola das Dez Virgens & Clamor da Meia-Noite” é um dos mais essenciais para o adventismo de hoje, bem como um dos temas mais carentes de estudo aprofundado. A presente literatura que está agora ao alcance do leitor, chega a fim de remediar a falta de materiais que se aprofundam na aplicação profética desta parábola. Aplicação esta que tem relação intima com a história do movimento adventista.

Por que seria esse assunto um dos mais essenciais para nossos dias?

Antes de ser respondida esta pergunta, devemos analisar alguns textos da pena de Ellen G. White: (mais…)

Leia Mais

HISTORIA_DESTACADA_SLIDE

Nosso Fundamento e História

BASE PARA O SURGIMENTO DO MOVIMENTO:       OBEDIÊNCIA AOS MANDAMENTOS DE DEUS

Acreditamos na forma de Deus trabalhar com um povo, tal como escrito por Ellen G. White:

“O Senhor Jesus sempre terá um povo escolhido para servi-Lo. Quando o povo judeu rejeitou a Cristo, o Príncipe da vida, Ele retirou deles o reino de Deus e transferiu-o aos gentios. Deus continuará a trabalhar desse modo com todo ramo de Sua obra. (mais…)

Leia Mais