reflexoes2016_img_destac

Deus é Amor

Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Romanos 5:8.

Milhares de pessoas têm uma falsa concepção de Deus e Seus atributos. Servem tão certamente a um falso deus, como o faziam os servos de Baal. Estamos nós adorando o verdadeiro Deus tal como Ele Se revela em Sua Palavra, em Cristo, na natureza, ou estamos adorando algum ídolo filosófico em Seu lugar? Deus é um Deus de verdade. Justiça e misericórdia são os atributos de Seu trono. Ele é um Deus de amor, de piedade e terna compaixão. Assim Ele é representado em Seu Filho, nosso Salvador. Ele é um Deus de paciência e longanimidade. Se tal é o ser a quem adoramos, e cujo caráter estamos buscando assimilar, estamos adorando o verdadeiro Deus. 5 TI 174.

Quando nos revestimos da justiça de Cristo, não temos nenhum prazer no pecado, pois Cristo estará trabalhando conosco. Poderemos cometer erros, mas odiaremos o pecado que causou os sofrimentos do Filho de Deus. Review and Herald, 18 de março de 1890. I ME 360.

”Deus é amor.” I João 4:8. Sua natureza, Sua lei, são amor. Assim sempre foi; assim sempre será. ”O Alto e o Sublime, que habita na eternidade”, ”cujos caminhos são eternos”, não muda. NEle ”não há mudança nem sombra de variação”. PP 33.

O grande conflito terminou. Pecado e pecadores não mais existem. O Universo inteiro está purificado. Uma única palpitação de harmonioso júbilo vibra por toda a vasta criação. DAquele que tudo criou emanam vida, luz e alegria por todos os domínios do espaço infinito. Desde o minúsculo átomo até ao maior dos mundos, todas as coisas, animadas e inanimadas, em sua serena beleza e perfeito gozo, declaram que Deus é amor. GC 678.


Esta publicação está presente nas Reflexões Semanais 2016 – O Deus Triúno, para o pôr-do-sol de 30 de dezembro de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *